Medição da R-UV

Introdução

Existem duas formas de se determinar o nível de radiação ultravioleta que chega à superfície da terra; através de instrumentos instalados no solo ou de satélites.

Instrumentos instalados no solo: medem diretamente a quantidade de radiação ultravioleta que está alcançando a superfície da Terra. Este tipo de medição nos informa a quantidade de radiação ultravioleta em um determinado local. O número de instrumentos instalados no solo é limitado não só pelo custo, mas pela dificuldade de acesso a muitos locais no globo e porque a quantidade de radiação ultravioleta pode variar muito de um local para o outro.

Exemplos de equipamentos instalados no solo:

  • Estações meteorológicas
  • Biômetro
  • Espectrofotômetro
  • Medidores portáteis
  • Medidores públicos

Satélites:  a medição dos níveis de radiação ultravioleta que alcançam a superfície da Terra com a utilização de satélites se dá através de estimativas com base na medição do ozônio e da cobertura de nuvens, dentre outros parâmetros.

A escolha de qual instrumento de medição utilizar dependerá, principalmente, da aplicação que a informação obtida terá: pesquisa, monitoramento, divulgação do índice ultravioleta à população, indústria, etc.

Estação meteorológica

Através da parceria estabelecida com a Agrosystem, em nossas campanhas educativas, temos utilizado a estação meteorológica Vantage Pro2 Wireless, que possui um conjunto de sensores integrados que reúnem coletor de chuva, sensores de temperatura e umidade, anemômetro, sensores de radiação solar e radiação ultravioleta.

Estação meteorológica instalada na Agrosystem, em Ribeirão Preto. Fonte: Agrosystem

Estação meteorológica desmontada. Fonte: Agrosystem

Com esta estação podemos obter as leituras de máximas e mínimas (e/ou totais ou médias) de praticamente todas as condições meteorológicas, com hora e/ou data relativa aos últimos 24 dias, meses ou anos, que podem ser visualizados de forma numérica ou gráfica.

Console
Mede pressão barométrica, temperatura e umidade do ambiente.
Recebe os dados da estação que pode estar a uma distância que pode ultrapassar 300 mts e possibilita a formação de uma rede de estações.  
   
Sensor de temperatura
Utilizado para medir a temperatura do ar, do solo ou da água.
   
Anemômetro
Fornece uma medição precisa de velocidade e direção do vento com componentes que suportam ventos com força de um furacão às mais ligeiras brisas. 
   
  Sensor de radiação ultravioleta
Mede a seção do espectro ultravioleta que causa queimaduras solares, exibindo o índice ultravioleta, a taxa de dosagem e a dosagem diária e acumulada.
   
  Sensor de radiação solar
Utilizado para medição de radiação solar e a energia solar.
   
  Pluviômetro
Mede o índice pluviométrico (índice de chuva).
   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Biômetro

Biômetros Solar Light UV modelo 501A: medem radiação solar na faixa espectral ultravioleta (280 – 320 nm). Esses instrumentos possuem um filtro que simula a resposta espectral da pele humana à radiação de modo a proporcionar resultados em termos de índice ultravioleta. Os instrumentos podem ser ajustados para realizar registros a qualquer intervalo de tempo. 

Biômetro instalado no prédio Peletron da Cidade Universitária, Universidade de São Paulo - SP. Cortesia: Prof. Dr. Marcelo de Paula Corrêa (IRN/UNIFEI)

 

Espectrofotômetro

O espectrofotômetro de Brewer é um instrumento que mede ozônio, radiação ultravioleta , NO2 (dióxido de nitrogênio e SO2 (dióxido de enxofre).

Espectrofotômetro do Laboratório de ozônio. Divisão de Geofísica Espacial - DGE. Fonte: INPE.

 

Portáteis

Os medidores portáteis podem ter diversas aplicações: utilização nas escolas como ferramenta de ensino sobre a radiação ultravioleta e seus efeitos nocivos; individualmente para conferência do índice ultravioleta e escolha dos meios de proteção.

Medidor de R-UV. Fonte: Oregon Scientific

Alunos de uma escola nos EUA medindo a R-UV. Fonte: Programa SunWise - EPA

 

Públicos

Medidor de radiação ultravioleta instalado na praia de Copacabana, orla do Rio de Janeiro.

"Uvômetro" na praia de Copacabana - RJ.

Satélite

O monitoramento da quantidade de ozônio na atmosfera e as estimativas dos níveis de radiação ultravioleta que alcançam a superfície da Terra tiveram início em 24 de outubro de 1978, quando foi lançada pela NASA a espaçonave Nimbus-7

Esta espaçonave transportava os primeiros instrumentos TOMS (Total Ozone Mapping Spectrometer). Teve início o Programa TOMS.

Espaçonave Nimbus-7. Fonte: NASA

Buraco de ozônio, mapeado pelo Programa TOMS, sobre a Antártica no ano 2000. Fonte: NASA