Bronzeamento

O bronzeamento ou pigmentação melanínica, tido como um efeito bonito e desejável,  é na realidade um mecanismo de defesa da pele. 

Em decorrência da exposição excessiva à radiação ultravioleta emitida pelo Sol ou camas de bronzeamento, células especializadas da pele (melanócitos) aumentam a produção de melanina (pigmento que dá a cor da pele) com o objetivo de proteger as células dos efeitos prejudiciais da radiação ultravioleta. 

Existem duas maneiras pelas quais a nossa pele pode bronzear:

  • Bronzeamento imediato
    (é rapidamente percebido)
  • Bronzeamento tardio
    (demora mais para se percebido)

O bronzeamento imediato ocorre rapidamente (em 5 a 10 minutos) após a exposição ao Sol e irá persistir por cerca de 2 horas. A habilidade para exibir um bronzeamento imediato está diretamente relacionada à determinação genética da pigmentação da pele.

O bronzeamento tardio é perceptível 1 a 2 dias após a exposição, aumentando sua intensidade por vários dias e desaparecendo gradualmente em semanas a meses.

Estudos demonstram que quando o bronzeamento ocorre, o DNA da maioria das células já sofreu lesão!