Por que aderir ao Programa?

O uso efetivo dos meios de prevenção (protetor solar, chapéus, etc.) de forma adequada requer:

  • Conhecimento sobre os riscos de não utilizá-los,
  • Habilidade para o uso correto,
  • Mudança de atitude.

Somente com estes 3 requisitos haverá mudança de comportamento com o desenvolvimento do hábito de se proteger adequadamente da exposição excessiva ao Sol.

Mas por que trabalhar com crianças?

São inúmeras as justificativas para termos como um dos alvos principais, em nossas atividades de prevenção, a criança:

  • É nos primeiros 18 anos de vida que cerca de 80% de toda exposição solar de uma pessoa ocorre.
  • A pele das crianças é mais sensível à radiação ultravioleta que a pele dos adultos.
  • A ocorrência de cinco ou mais queimaduras solares na infância ou adolescência duplicam o risco de desenvolvimento do câncer de pele na vida adulta.
  • As crianças têm mais tempo de vida para desenvolverem as doenças relacionadas à exposição excessiva à radiação ultravioleta.
  • A exposição à RUV durante a vida escolar contribui de forma significativa no volume de exposição, que é acumulativo, durante a vida de uma pessoa.
  • As crianças são especialmente susceptíveis ao modismo e aos falsos conceitos sobre o bronzeamento.
  • A escola fornece um ambiente propício ao aprendizado e desenvolvimento de habilidades.
As pessoas que desenvolvem comportamentos preventivos durante a infância estão mais propensas a adotá-los e mantê-los por toda a vida.